Analytics
Beauty Airlines Menu

40+ approved!

Permalink:

Beauty Wish: perfume CH Privée

perfume CH Privée

CH Privée

Não é segredo para ninguém que os perfumes são um dos meus eternos “crushes”.

Faço colecção há mais de 25 anos e já não há canto ou armário onde não esteja arrumado, arquivado, protegido ou esquecido um perfume especial. Tenho vido a ser mais exigente na escolha dos que ficam a morar na minha colecção, primeiro porque não moro num palácio e já não tenho mais espaço para todas as frescuras de que as marcas se lembraram nos últimos anos… declinações infinitas do mesmo tema… Ele é a Eau (supondo..) Magnifique, seguida da Eau Magnifique Intense, Fraiche, de Jour, de Nuit, debaixo das estrelas, sobre o mar, mais doce, mais amargo…
Já perco a conta (e a paciência) e, se eu que estou bem por dentro do mercado já me confundo com tanta escolha, faço ideia a consumidora “normal”… É uma autêntica selva.

Hoje em dia, só entram na colecção edições limitadas muito especiais, perfumes “novos” (nome novo, frasco, conceito, etc) ou brincadeiras que, por uma razão ou outra (subjectivas na maioria das vezes), me fazem sorrir e querer ficar com eles.

Depois há o problema dos que ficam para a coleção e dos que vou querer usar.. Aí é que é uma decisão difícil… Um dia conto melhor a gestão complicada da perfumaria de uma (eterna) Editora de Beleza. 😉

Dito isto, acho que já adivinharam…

O meu Beauty Wish deste mês é um perfume especial. Escolhi-o porque reune todas as condições para figurar no Hall of Fame da minha colecção (incluindo querer usá-lo). Mas… a principal razão prende-se com a notícia avançada esta semana pela marca: a de que Carolina Herrera mãe iria afastar-se da Casa que fundou e cujo trono manteve com a elegância e distinção que apenas alguns eleitos sabem fazer. Note-se que, no que respeita aos perfumes, desde 1996 que é a filha, Carolina Adriana Herrera que assume o papel de Directora Criativa de Fragrâncias. Nevertheless… fica a homenagem e um merecido destaque a um perfume que é, do interior ao exterior do frasco, representativo de todos os valores da marca.

 Um pouco sobre o perfume CH Privée…

“Não lhe dê o privilégio de conhecer tudo sobre si…”
CH Privée é o nome daquela que promete ser uma fragrância misteriosa e íntima, inspirada na elegância intemporal e na sensualidade luxuosa da mulher Carolina Herrera.

Apresenta-se como a combinação entre notas florais e os tons sensuais de couro aromático… A mim só me passa uma ideia pela cabeça: paixão ao primeiro cheiro.

Os mistérios por trás do aroma são desvendados pelas palavras do mestre-perfumista Dominique Ropion: “CH Privée realça a dualidade entre luxo e sensualidade. As notas frescas e florais contrapõem-se à faceta forte das notas centrais de couro, enquanto a pimenta-rosa, picante mas fresca, ilumina a abertura do perfume.”

Para acrescentar a todo o fascínio, ainda leio no press-kit (lindo de morrer, como todos os materiais de imprensa da marca): “CH Privée inspira-se na mulher feminina: elegante mas poderosa, atrevida mas intemporal. Vivida e sedutora, com uma sensação de calma. Uma mulher que se descobre com o tempo, não se entrega no primeiro momento.”

Este, além de já estar na minha wishlist, está em destaque na minha coleção e… vai ser usado até à última gota.

E vocês, qual é o perfume que vos faz bater o coração?

PS: outros Beauty Wish anteriores aquiaqui.

 

Follow more on:
instagram // bloglovin

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.

Permalink:

As novas Cushion Foundations: cobertura e tratamento… to go!

As bases cushion, facilmente transportáveis, práticas e spill-proof, renascem agora com fórmulas que, além da cobertura, também tratam. Acreditem, que é verdade.

Grace Hartzel fotografada por Richard Burbridge para a Vogue Italia Janeiro 2017

Parece que, mais uma vez, temos de agradecer às beauty-addicts coreanas  – desde 2008, são uma loucura por lá! – por influenciarem a indústria da cosmética a produzir massivamente mais um produto “génio” (as máscaras mudaram a minha vida!): senhoras e meninas… estas são as Cushion 2.0.

Cushion: efeito suave, natural e… tratamento

As cushion foundations apareceram timidamente nas mãos de algumas marcas e não tardou muito até cada uma fazer a sua interpretação do tema, embora sempre debaixo do eixo “cor”. Com o sucesso da embalagem e da adesão das beauty-addicts,  foi algo previsível – e desejável – que o próximo passo fosse dotar as cushions de outros super-poderes, como ingredientes para a correção da tez, de tratamento e de luminosidade.

De estrelas emergentes do mundo da beleza, as cushion conseguiram um feito notável que foi o de ultrapassar o estatuto de moda passageira a elemento residente nas carteiras e toucadores das mulheres que não passam sem uma base natural.

Benefícios das cushion:

Permitem uma cobertura suave, graças à fórmula e ao aplicador em esponja. Em muitas delas vai encontrar os benefícios de um BB cream e, ao mesmo tempo, um plus de praticidade. De facto, a base mora dentro da almofada, o que significa que não há chances de derramar.                                                                                   Basta pressionar a esponja para ter a quantidade perfeita de produto. Esta opção assegura que o oxigénio e a humidade são difundidos na base, criando uma aparência natural. Por fim, basta fechar os olhos pois o “trabalho” da fórmula ocorre durante o seu tempo de utilização, fantástico não?

Se a sua única experiência com almofadas é aquela em que se “enrosca” nas do sofá, não se preocupe! Selecionei algumas das minhas beauty-cushion foundations favoritas!

 

 

Follow more on:
instagram // snapchat // youtube // bloglovin

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.

Permalink:

Beauty Wish: Artis Brushes

Artis Brushes

Artis Brushes

 

Sou uma fiel devota da minha BeautyBlender. Não me interpretem mal, continua a funcionar maravilhosamente e é uma ferramenta imprescindível no meu kit de maquilhagem. Mas o Universo (e a secção de Beleza do Net-a-Porter) andam a dizer-me que há algo tão – ou ainda mais – impressionante, nomeadamente a existência dos Artis Brushes.

Beauty Wish | Artis Brushes:

Esta é uma coleção de pincéis lustrosos e brilhantes que, entre editoras de Beleza e bloggers, afirma ser o Rolls Royce dos pincéis de maquilhagem.

Foram desenvolvidos por um ex-executivo de Cosméticos MAC, Matthew Waitesmith, que procurava revolucionar a forma como os pincéis eram projetados. Esta vontade foi tornada realidade e daí nasceu um conjunto de pincéis que, facilmente olhamos e pensamos: “parecem escovas de dentes!”

Sim, o meu Beauty Wish tem um design no mínimo inusitado e que levanta algumas sobrancelhas…

Verdade seja dita que, quando olhei pela primeira vez para estes pincéis fiquei um pouco céptica. Mas depois surgiram as palavras do fundador:

Os pincéis convencionais foram desenvolvidos por artistas para pintar telas e paredes […] não são ergonómicos para uso no rosto. […] O ato de nos maquilharmos deve ser idêntico ao ato de fazer um auto-retrato todos os dias, e toda esta experiência tem de ser uma coisa bonita […] porque é que os nossos pincéis não podem ser tão bonitos quanto os produtos que usamos?

Aqui apaixonei-me! Digam lá se não balançavam depois de lerem isto?

Então vamos lá…

São dez “escovas”, cada uma com a sua função. Desde um eyeliner brush ou, se preferirmos, uma escova grande e oval para o nosso pó. Os cabos em borracha pretendem oferecer conforto na hora de as utilizar, e as cabeças planas, prometem um maior controle na aplicação.

As fibras estão posicionadas num ângulo de 90º de forma a imitar o movimento dos nossos dedos.

São feitas através de um processo de alta tecnologia, o que, de acordo com a marca, permite “distribuir uniformemente todas as partículas do produto e confere um resultado mais preciso e suave, independentemente da fórmula usada (creme, pó ou líquido).”

GOSSIP: A Kylie Jenner usa estes pincéis para aplicar o seu creme hidratante diário no rosto.

Este kit ainda não está cá em casa mas há esperança (pelo menos já está na minha wishlist e no carrinho de compras do NAP!) Podem encontrar o produto aqui, no site do Net-a-Porter.

PS: outros Beauty Wish anteriores aqui, aqui, e aqui.

 

Follow more on:
instagram // snapchat // youtube // bloglovin

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.

Permalink:

Favoritos do Mês | January favourites

Em Janeiro, os favoritos do mês são… My January Beauty picks are…

É sempre uma tarefa árdua a escolha dos meus produtos favoritos!
Vejam mais abaixo (alguns) dos factores em que baseio as minhas escolhas:

Favoritos do Mês

Há uma série de factores que levo em conta e, notem, muitos são totalmente subjectivos (como o factor WOW!)… diria que, em primeiro lugar, está a confiança que deposito na marca: se já conheço e uso a marca há muitos anos (se visitei os laboratórios há 20 anos, há 10 e há 5… se entrevistei os cientistas e criadores, o grau de confiança é enorme – ou não, depende ;).
Depois vem o lado sensorial, os cheiros e texturas, o efeito na pele… o resultado imediato e após algumas horas, dias ou meses, consoante sejam um creme ou perfume… Também valorizo muito a ética da marca: o respeito que tem pela Natureza, o cuidado com as fórmulas e ingredientes e até a forma como tratam os empregados no escritório, na fábrica ou nos campos de flores 😉

Mas, por mais produtos que passem por esta secretária (agora instaladissima e contente, a trabalhar de casa) continuo a ser surpreendida com lançamentos incríveis. Mas pronto, mãos à obra e aqui está… Esta é a minha seleção de 8 produtos que já testei ou que estou a utilizar e que destaco agora em Janeiro:

  • MESOESTETIC – Mesokaps Krill HA: um suplemento alimentar rico em ácido hialurónico e omega 3 derivado do krill (uma espécie de camarão minúsculo mas riquíssimo em ómegas 3). Adoro porque tem um efeito antioxidante generalizado, não só sobre as pele e as rugas como melhora dores musculares e articulares, problemas de fadiga e contribui para estabilizar o colesterol. Preço: entre € 35 e € 40
  • CAUDALIE – Premier Cru | The Serum: é o produto estrela da renovada gama Premier Cru e a sua acção potencia em 7x mais os efeitos do creme de rosto. Já o disse várias vezes: adoro esta linha e agora ainda mais (e quem leu até aqui fica a saber que vai haver passatempo, ah, pois é!) Preço: € 99,10
  • SISLEY – L’Intégral Anti Âge Eye & Lip: outra marca favorita de sempre que renovou também este seu produto es-pec-ta-cu-lar para o contorno de olhos e lábios. A Sisley só lança produtos quando acha que estão ao nível da qualidade da marca e exigência dos seus cientistas por isso, a cada lançamento, podemos ter a certeza que é a melhor versão possível da tecnologia que têm ao dispor. Preço: € 165
  • GUERLAIN – Kiss Kiss Matte: é um dos melhores batons mate do mercado e eu já era fã dos Kiss Kiss e dos batons da Guerlain. Do aroma (inconfundível da maquilhagem Guerlain), à textura que não seca nem migra, este é mesmo aquele batom que as fãs do mate vão adorar. Preço: € 39,40
  • GALÈNIC – Teint Lumiere Blush-Creme Rosé: ora aqui está uma marca que tem vindo a dar passos seguros e certos na sua vertente make-up. Prova disso é este blush em creme que, para quem usa muito esta textura, como eu, está completamente aprovado e já não sai do meu necessaire. Preço: € 35
  • NUXE – Reve de Miel Body Scrub: um esfoliante de rosto e de corpo residem sempre à beira da minha banheira e eu (felizmente, como tenho muitos para testar), sou normalmente esbanjadora nas quantidades para acabarem depressa e passar a outro produto mas… com este estou a ser poupadinha, poupadinha… e isso já diz tudo, não? Preço: € 23,50
  • CHANEL – La Crème Main: bom. Primeiro a embalagem, depois a embalagem e em terceiro a embalagem, são de chorar. Além de gira e ergonómica, o sistema que dispensa o produto é à prova de contaminação (não entra ar) e é do mais elegante possível no momento da aplicação. Mas o conteúdo não está (mesmo nada) aquém da embalagem: este é mesmo um excelente creme de mãos. Preço: € 49
  • MARTIDERM – Platinum Night Renew: outra marca favorita minha há pouco tempo, ainda não experimentei um produto Martiderm que não gostasse mas sou especialmente fã das ampolas e tenho um arsenal delas! Adoro estas Night Renew porque dão um efeito rápido de luminosidade (desde a primeira aplicação) e tem uma acção cumulativa visível a nível da regeneração e homogeneidade da tez. Preço: € 43,20

Agora quero saber os vossos! O que vos deixou rendidas em Janeiro, Beauty Airliners?

PS: Usem a #BeautyAirlines no Instagram para tagarem os vossos favoritos em casa ou em viagem.
PS.2: Podem encontrar outros dos meus produtos favoritos (daqueles que andam comigo pelos ares) aqui.

 

Follow more on:
instagram // snapchat // youtube // bloglovin

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.

Permalink:

Flight Mode Beauty: Checked-In

Flight mode: ON!

Quem me acompanha aqui e acoli, já se deve ter apercebido que a mesa de um assento de avião é muitas vezes o meu escritório de Beleza. O cenário aqui embaixo é uma constante nas minhas viagens, seja em trabalho ou de férias…

flight mode beauty

Quando viajo, não é raro levar mais coisas na nécessire do que na mala de porão, tarefa dificultada pelos famigerados saquinhos de plástico transparente, cuja arte de encher de cosmética-flight-friendly, aperfeiçoei com o passar dos anos e das milhas acumuladas.

Flight Mode Beauty

Além de aproveitar o tempo de voo a olhar de perto e a testar alguns produtos em pleno voo, apercebi-me que alguns cosméticos são francamente melhores do que outros no que toca à altitude e à forma como a pele reage aos mesmos.
Das embalagens que não entornam com a pressão, com aplicadores práticos e texturas que não deixam as mãos peganhentas (todos sabemos a ginástica que requer ir ao WC aéreo quando estamos à janela numa fila de três lugares…), fui testando e confirmando as fórmulas, as embalagens e os gadgets cosméticos que são verdadeiros Ases nos Ares.

De cremes de rosto, a máscaras, sprays, a maquilhagem, cremes de mãos, perfumes, protectores solares, produtos para o cabelo e até malas de viagem, já testei de tudo um pouco, a mais de 30 mil pés de altitude. Afinal, a arte de partir e chegar de cara fresca e repousada é uma “arte” que se pode aperfeiçoar 😉

#FlightModeBeauty #BeautyAirlines

Procurem #BeautyAirlines e/ou a partir de agora a #FlightModeBeauty para encontrarem as minhas recomendações mas também adorava que partilhassem as vossas, usando estas hashtags!
Se há algum produto ou marca que recomendem para uma viagem, seja pelo lado prático durante o voo, seja pela utilidade durante umas férias, façam o favor de me alertar, sim?

Aqui ficam os produtos que me acompanharam numa viagem recente ao Porto:

  • GUERLAIN – Lingerie de Peau Cushion Foundation: à prova de acidentes ou entornanço, esta base é fantástica em viagem e, em terra, na carteira. Além do SPF 25 a fórmula é anti-fadiga e alisa, preenche e hidrata. Mais sobre ela (e outras cushions, em breve)
  • ESTÉE LAUDER – Double Wear Waterproof All Day Extreme Wear Concealer. Sabemos bem a importância de um óptimo concealer na nossa vida. Em viagem, este da Lauder cumpre muito bem a sua função pois a fórmula é de longa duração (perfeito para descolar e aterrar com as olheiras imperceptíveis).
  • NARS – And God Created the Woman Set. Este compacto de sombras é genial e até tem mais do que o necessário para um getaway: uma combinação de 6 tons que vão do preto ao castanho claro. Dá para criar uma make-up básica ou mais elaborada.
  • SISLEY – Instant Éclat | Instant Glow Primer. Estou apaixonada por este primer da Sisley: hidrata, prepara a pele para a aplicação da base e deixa um glow muito bonito e suficiente, para quem quiser dispensar a base. O aplicador ultra fino, não deixa que sobre ou saia demasiado produto mas, claro, é preciso ter cuidado com a pressão quando abrir a embalagem.
  • GIVENCHY – Phenomen’Eyes Mascara. Esta versão travel-size de 4g é perfeita para quem, como eu, adora esta irónica máscara de pestanas da Givenchy. Com um aplicador-escova redondo, ela permite depositar com precisão, a cor nas pestanas.
  • BENEFIT – Galifornia Pink Blush.  Um dos meus blushes preferidos da Benefit, em replica travel-size perfeita! Aliás, a marca tem praticamente toda a linha disponível em tamanhos de viagem, de cair para o lado para quem A-DO-RA travel sizes.
  • BENEFIT – Hoola Matte Bronzer. Ver o comentário acima e adicionar saltos de alegria para este bronzer que se duplica em contorno e sombra quando necessário.
  • CAUDALIE – French Kiss | Séduction. Se tiver a sorte de ainda apanhar este produto à venda nas farmácias (consta que está esgotado), não hesite: é um bálsamo labial no-fuss, em textura compacta que não entorna e permite uma aplicação certeira e muito agradável nos lábios. Existe em vários tons.

Essenciais de bordo de outras beauty-girls!

Camila Coutinho

Maria Guedes

Helena Bordon

 

Follow more on:
instagram // snapchat // youtube // bloglovin

Permalink:

GIVEAWAY Beauty Airlines X Caudalie

Este é um Giveaway que me dá mesmo muito gosto partilhar com os/as passageiros/as do Beauty Airlines! Notem que (já devem ter reparado de certeza) que escolho os passatempos, os produtos e marcas a DE-DO: only the best!
Tenho os três produtos da imagem, da linha Premier Cru, da Caudalie para oferecer a um/a sortudo/a: Le Sérum; La Crème e La Crème Yeux.

Beauty Airlines Caudalie

Quem me segue lá pelo Instagram viu concerteza que estive recentemente no Porto, no hotel The Yeatman a conhecer (finalmente) o fantástico spa Caudalie e a acompanhar um evento da marca, onde a grande estrela é a renovada linha Premier Cru, a linha mais premium da marca (e, já adivinharam, uma das minhas favoritas). A gama conta agora com uma formulação ainda mais avançada e com um produto totalmente novo: o Le Sérum. Este serum potência em 7 vezes os resultados (que já eram óptimos) da utilização de apenas do creme. As texturas e o aroma são maravilhosos, tenho estado a usar a linha há mais de um mês e estou (novamente) apaixonada.

Como embarcar neste GIVEAWAY:

É muito fácil, já sabem estes passos de cor e salteado:

✈︎ Seguir a minha conta @susanapchaves no Instagram e a da Caudalie.

✈︎ No post de Instagram tagar: 3 ou mais amigos diferentes (de cada vez).

✈︎ Se quiserem uma entrada extra: partilhar o post do passatempo no Instagram usando: #BeautyAirlines #passatempo #caudalie

✈︎ Preencher o formulário que encontram neste LINK.

NOTA: O passatempo é válido até dia 28 de Janeiro às 23: 59h em Portugal e Ilhas e a escolha faz-se via Random.Org. Irei anunciar o/a vencedor dia 29 de Janeiro.

Follow more on:
instagram // snapchat // youtube // bloglovin

  • •••
  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.

Permalink:

Piercings para todas: o statement must-have da Moda e da Beleza

Até há uns dois ou três anos, sempre olhei para os piercings de lado (confesso que os de umbigo ainda me causam… eeeeekkk!). Tinha a ver com o ar pesado, meio punk (nada contra, antes pelo contrário), meio bimbo… sorry, não encontro melhor palavra para a sensação que me provocava.

Tirando o Sid Vicious (curiosamente fui pesquisar e não encontro uma única foto onde ele tivesse um piercing!) e o Billy Idol, para mim os piercings eram, sem dúvida, território punk, ou… bimbo. A Vivienne Westwood era uma excepção mas, se pensarmos bem, ela é a Lady do Punk e pode usar o que bem entender que lhe fica sempre bem.

O clube dos piercings…

Fast forward duas décadas e, com a ajuda da inter-net-xe e da apropriação cultural de tudo e mais alguma coisa… os piercings começaram a tornar-se peças mais elegantes, delicadas, quase como uma lingerie das orelhas que, quanto mais escondido e singelo, mais bonito eu achava.
Depois descobri a Maria Tash e as suas peças incríveis (cm diamantes e pedras preciosas), no Net-a-Porter e, fazer um piercing, saltou para o top 10 das coisas fashion-and-beauty-related que tinha mesmo de fazer.
Há cerca de 2 anos, aproveitando uma viagem de trabalho a Nova York, marquei com a própria Maria, na sua boutique do NoHo, e foi ela et… voilá! Fiz um piercing na zona superior da helix (é incrível, a quantidade de nomes técnicos para a cartografia das orelhas…) com uma peça linda, que nunca mais tirei até hoje.

Agora que me juntei-me ao clube dos piercings (espreitem a galeria em cima, das piercing-addicts) parece que já me anda a apetecer fazer mais um… ou dois. Tem algo de “viciante”, como as tatuagens (que também tenho). Com tanto de irreverentes como de cool, a graça deles é que se tornaram um statement de estilo e de elegância. São como pequenos apontamentos que de repente se revelam os reis de um look e eu adoro o luxo dos pequenos detalhes…

More on:
Instagram // snapchat // youtube // bloglovin

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.

Permalink:

Quando a vida corre bem e… sobre (duas) rodas ;)


A vida dá muitas voltas e, quem me conhece pessoal ou profissionalmente, sabe que a minha (e a de muitos colegas meus, não só na VOGUE mas também na Imprensa em geral) tem andado num virote. Poupo-vos o confessionário, até porque tenho a fama — e o proveito — de dizer o que penso a quem penso, logo que penso, assim, numa espécie de reciclagem emocional. Ganha-se tranquilidade de espírito e poupa-se imenso nos almoços para os quais não se é desafiado, não vá sair-nos boca fora uma qualquer verdade-inconveniente 🙂

Outra qualidade — também há quem o aponte como defeito — é ter quase sempre ligado o botão que “apenas vê o lado bom da vida“. Acho (mesmo) que nós, os que acordámos nascidos no mundo Ocidental (semi) civilizado, nem nos apercebemos da sorte que tivemos. Temos a lata de estar deitados na praia (que, no caso aqui da capital fica, tipo, a uma hora no máximo de nossas casas — 15 minutos a pé, no meu caso), a “queixarmo-nos” da vida. Sim, há dificuldades, sim, por vezes são muitas e exigem um esforço extraordinário durante o que parece uma ultra-maratona da vida mas… naqueles instantes em que fechamos os olhos e “cheiramos” o maravilhoso Oceano, temos de reconhecer que somos uns FdP (sim, estou mesmo a dizer palavrões) de uns sortudos.

E isto tem tudo ou nada a ver com este post onde partilho um vídeo que se iria chamar “Um dia na vida de uma editora de Beleza” e que, quando foi pensado aqui há uns meses, ainda não tinham acontecido as mudanças na Vogue.
NOTA para os distraídos: a Vogue passou a ser publicada por outra empresa (já falei sobre isto num post semi-lamechas há uns meses no Facebook, e se trabalham nalguma marca ou agência de comunicação e ainda não sabiam disto, apresentem a demissão pois não estão “fit for the job”).
Foi uma decisão estratégica, tomada algures na estratosfera dos senhores importantes que decidem estas coisas, e não vale muitas mais linhas (aqui neste “aeroporto”, pelo menos, pois o assunto dos media nacionais é bem grave e sério). Mas também não é o grande papão que por aí se fala — em muita toalha de praia, lá está, daquelas redondas com folhos e borlas cosidas. Por acaso tenho uma e vou usá-la agora nas féééérias que finalmente vou ter, quando todos estiverem de regresso ao trabalho. Pumba. Eu não disse que dizia sempre o que penso? 🙂

De lá até hoje, embora não tenha deixado de ser editora de Beleza (que é um cargo, tipo o dos Presidentes que são “Presidentes” mesmo quando já estão na reforma), deixei de ter a edição em papel, onde publicava o resultado do meu trabalho. Sim, claro que há uma nostalgia… foram 15 anos extraordinários e intensos, mas… malta… that’s life, são os negócios e, convenhamos: ao contrário do meu amigo Pedro, sobre quem li coisas extraordinárias neste artigo do Público (que orgulho, Fino!), nós não andávamos propriamente a salvar vidas. Auto-estimas talvez (ou talvez não… ai Jesus, que assim não saio daqui, mas por estas linhas vocês já desistiram e já me trocaram por um dos divertidos vídeos da Bumba na Fofinha.

No meio desta aventura, uns quatro meses atrás, surgiu um convite da Piaggio para eu fazer um “test-ride” prolongado a uma scooter, uma Liberty125. Aventura que vocês têm acompanhado “desse lado”. “Moi?”, disse eu. Eu que de motos não percebia nada, nem estava assim muito interessada em perceber. No entanto, ao lado do botão “look at the bright side of life”, tenho outro botão que é o “deixa-te de cenas e vai”. E eu fui. Fui e gostei. De medo passei a ter receio, de receio passei a ter respeito, e depois… respeito e prazer!

Tenho tido um verão muito diferente, por várias razões, mas as duas rodas da scooter fizeram-me confirmar que, quando enfrentamos os nossos receios, eles dissolvem-se por magia, e essa foi a magia que reencontrei no “andar de moto”: a liberdade e o “momento“. É parecido com o que sinto quando faço férias na neve ou quando há uns anos me atirava de aviões, de paraquedas, bem entendido: somos donos daquele momento e temos de estar sintonizados com o “presente”, atentos e a desfrutar cada segundo.

Sempre que pegava na moto, os cuidados e a segurança a que a condução de moto “obrigavam”, fizeram-me esquecer os “problemas” e o overload de informação que às vezes tenho na cabeça. Uma sensação única e tão, tão boa no momento que estou a viver!
A grande surpresa é que conduzir uma scooter é muito (mas muito) mais fácil do que se imagina e do que parece.
Devolvi e despedi-me da “minha” Liberty com tristeza, e até já olho com um “beicinho” para o lugar vazio onde a estacionava…
Acho que fui “apanhada” pela coisa das motos… vamos ver.

#SusanaNaScooter: Um dia em Lisboa

No vídeo que partilhei em cima — filmado no único dia de Agosto em que choveu torrencialmente — podem de facto ver como é “um dia na vida de uma editora de Beleza, passado em shopping pela cidade”, com a diferença e a grande vantagem de que, numa tarde, sobre duas rodas, fiz mais do que em muitos dias de carro, presa no trânsito em Lisboa.

Visitei alguns locais, lojas e pessoas de quem gosto muito:

Fui ter com o Antony Millard ao salão Facto do Bairro Alto e ele, além de dar um jeito ao meu cabelo, ainda me deixou estacionar a Liberty DENTRO do salão quando começou a chover, how cool is that? Tão cool quanto o próprio Antony, dono de um estilo e de uma “vibe” rock’n’happy. A dança não foi encenada, quando acabámos as filmagens e ficámos “sozinhos”, começámos a dançar e a equipa voltou a correr para dentro para nos filmar de novo!

 Beauty Airlines scooter video8  

Passei pela Claus Porto para conhecer os novos cadernos (que padrões incríveis! estou a fazer figas para que os lancem como papel de parede!) e o novo difusor. Tive de meter o nariz nos meus perfumes e velas preferidas da marca, que adoro desde que sou editora de Beleza. Pelo meio, e já a ensaiar a minha nova vida “freelance”, parei no Bairro Alto Hotel para pôr a escrita, os emails e a agenda em dia. Acho que vou gostar (muito) desta liberdade recém-adquirida…

Ainda tive tempo (felizmente) de passar pela boutique de Beleza mais bonita de Lisboa, a SkinLife, onde fico sempre a “dever” uma visita mais prolongada, sobretudo agora que têm a Le Labo (inserir emoji aos saltos!). O bom gosto de Patrick e Dennis salta à vista em todos os detalhes do espaço e estão sempre “em cima” do melhor das melhores marcas e novidades da Beleza. É um ponto de paragem obrigatório (mas também têm loja online!).

   

O dia terminou da melhor maneira e só faltava mesmo a banda-sonora do vídeo ter sido o (lamechas) “I can see clearly now, the rain is gone…” 🙂 Ainda bem que não foi. A escolhida é bem mais divertida!

Ainda tive tempo — e o prazer — de passar a perna a um super-carro (leia-se ultrapassar) e de ficar a “sorrir” por dentro: maior nem sempre é sinónimo de “melhor”, pelo menos no que toca à LIBERDADE.
Beauty Airlines Susana na Scooter

Obrigada: aos que me receberam neste dia sobre rodas e à muito querida Maria Casanova, minha cúmplice na maquilhagem, ao Pedro Baptista, que produziu o vídeo, e ao Shaun Michael, que filmou/realizou e editou.

To be continued… 😉

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.

Permalink:

Beach favourites: tinted sunscreens / protectores com cor

Beauty AIrlines Tinted sun protectores com cor

Disclaimer: sei que estamos no final de agosto mas, airliners, o meu verão “verdadeiro” ainda mal começou. 🙂 Poupo-vos os detalhes mas, tenho estado busy e ainda só fiz meia dúzia de dias de praia (mas a vingança está a chegar e consta que o tempo vai ajudar, yeah!).

Por isso, desculpem se vos dava mais jeito um post sobre “aprés-soleil” ou “como manter o bronzeado” mas… eu ainda estou a começar a minha época balnear e é agora que estou a “vibrar” com novos e “velhos” conhecidos produtos que levo nos meus 300 sacos para qualquer lado (sim, se lerem nalgum lado que eu viajo light, estou a mentir).

Porque adoro protectores com cor:

A melhor invenção depois do auto-bronzeador foi, sem dúvida, os protectores solares com “cor”. Há uns anos, os primeiros que surgiram tinham um factor de protecção demasiado baixo (eu uso SPF 50 – no mínimo 30 – no rosto) e havia poucos com o “tom” certo, natural qb para estar na praia sem parecer maquilhada para uma festa. Mas os anos passam e, com as rugas, também a tecnologia evolui: hoje há maravilhosos protectores solares de rosto (e corpo) com SPF elevado e um efeito de “base” que disfarça irregularidades no tom de pele (para quem tem manchas ou marcas são óptimos) e dá um acabamento uniforme ao rosto. Basta acrescentar um batom, uma máscara à prova de água e…, voilá!:  pronta para sair da praia directa para a festa sunset.

Protectores com cor favoritos:
Estes, já os testei a todos e também posso atestar que não saem ao primeiro mergulho! Uns já  foram lançados há um ano ou mais, outros são recentes mas estão todos à altura do desafio.

Eisenberg – Sublime Tan, Huile Visage & Corps. SPF6.
Começo por este, por ser um pouco a “excepção” – das poucas que faço – ao factor de protecção. Neste caso é “apenas” de 6. É um filtro muito fraco, tanto que a própria marca indica na embalagem que é uma “protecção baixa”. Se não conhecem a Eisenberg, aproveito para dizer que é uma marca fantástica e que recomendo vivamente: tem uma linha de tratamento de rosto, excepcional.
Porque gosto: pelo tom dourado (ligeiramente irisado, aviso) que dá à pele e pelo cheiro maravilhoso a verão. O único “senão”, além da baixa protecção é o frasco de vidro que “pesa” nos 50kgs que uma mãe leva para a praia.

La Roche Posay – Anthelios XL, Anti-shine, SPF 50+.
A marca dispensa apresentações e até já tinham um protector com cor, muito bom, que usei em anos anteriores. Este ano, surgiu esta versão “anti-shine”, com acabamento mais “mate” para quem tenha a pele mais oleosa ou não queria ficar a brilhar no areal. Tenho-o usado não só (nas poucas) idas à praia mas também como uma “base” com SPF para os fins-de-semana que, no meu caso, agora são quase todos os dias. Estou freeeee as a bird! Ainda não me habituei à ideia e às novas rotinas, qualquer dia escrevo aqui sobre isso).
Porque gosto: além da confiança na marca, a textura em Gel-crème de “toque seco” é mesmo muito agradável e nem tem demasiada cobertura, nem a menos. Perfeito para quem tenha marcas de acne ou pele mais oleosa (eu não tenho e é óptimo na mesma).

Shiseido – UV Protective, Liquid Foundation, SPF 30, Very Water Resistant.
Este é um “velho” amigo que continua a não me falhar. Apesar do SPF 30, a Shiseido sabe o que faz a nível de tecnologia anti-UV e de protecção do ADN das células. Foi dos primeirinhos solares com cor no mercado e, apesar das primeiras versões serem um nadinha demasiado “opacas”, a fórmula mais actual dá um tom acetinado maravilhoso à pele. Todos os anos faço figas para que a marca mo volte a enviar e é, seguramente, um produto que voltaria a comprar se deixasse de escrever sobre Beleza. Podem contar comigo aí até aos 99..
Porque gosto: a super-cobertura para os dias em que me apetece… super-cobertura e a segurança da marca. Ah e o frasco giro para as fotos de instagram 😛

Vichy – Capital Soleil, BB Teinte Hâle Naturale, SPF50, para pele sensível.
Outra marca preferida (tenham paciência, aqui só falo de “favoritos” por isso… são todos!) e uma das primeiras a lançar um Protector Solar BB cream. Primeiro achei que a novidade BB era um artifício de marketing mas a Vichy fez bem esta fórmula que, efectivamente, tem um efeito e textura BB (beauty balm), com o prometido SPF50. Também o uso fora da praia pois tem uma cobertura ligeira, suficiente para um day-off e/ou fim-de-semana e/ou vida nova! 🙂
Porque gosto: fórmula sem parabéns, pensada para as peles sensíveis e acabamento acetinado. Ideal para ser usado dentro e fora da praia.

ISDIN – Fotoprotector Compact, SPF40
Com este compacto, a Isdin resolveu logo 3 problemas das mulheres na praia: a protecção, a cor e… o espelho. O prático compacto inclui , além do espelho, uma esponja para aplicar o produto, sem “sujar” as mãos. Tem uma cobertura espessa (calma, eu não disse demasiada) mas que se pode intensificar mais, ou menos conforme as preferências. A Isdin é recente no nosso mercado e tem apresentado produtos interessantes, tornou-se… já adivinharam… uma das minhas preferidas.
Porque gosto: compacto, prático, espelho, eficaz. Tudo dito.

E desse lado? Quais são os vossos protectores com cor preferidos? Notem que estes não são os meus “únicos”! Deixei de fora pelo menos 3 vezes o número de produtos/marcas de que gosto – e uso, acreditem. Podem encontrar AQUI algumas sugestões de anos anteriores mas fiquem atentos porque, conforme disse, o meu verão, está a começar agora e ainda vou mostrar muitas sugestões e preferências lá para os lados do meu Instagram. 😉

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.

Permalink:

Acelerar e redescobrir Cascais de scooter – parte #1

Sou Cascalense de nascimento mas também de coração. Não quereria morar noutro lado senão aqui. Cascais é a Riviera portuguesa com o melhor de dois mundos: identidade própria, misturada com uma pitada de charme francês ou até italiano. Normalmente faço a minha vida em Cascais de carro ou a pé, mas tenho uma boa colina que me desafia, sobretudo se venho carregada no regresso a casa a pé.

Por isso, desde que me ando a divertir com este super-test-drive à Piaggio Liberty 125, sobre o qual já contei tudo AQUI, as minhas voltas na vila e redondezas têm sido aos comandos desta scooter. Aproveitando a “boleia” da Piaggio, resolvi usar a #Liberty125 para redescobrir Cascais e fazer um pequeno Guia (em dois tempos, como o motor, senão o post ficava ainda maior) de alguns dos meus locais e actividades preferidas aqui para estes lados da Linha.

Adorava saber as vossas recomendações “secretas” de Cascais, contem-me tudo!

Beauty Airlines Mercado scooter

MERCADO da VILA de CASCAIS

Muuuuuiiiiiitoo antes da fantástica renovação, cá em casa já eramos frequentadores assíduos do Mercado de Cascais. Aos sábados, sempre que podemos, lá vamos, de cesta ou sacos Ikea na mão, abastecer-nos de fruta, legumes, peixe, frutos secos e flores. Depois das obras, em que a Câmara e a DNA – entidade gestora – souberam salvaguardar o direito de preferência e condições dos vendedores saloios, o Mercado da Vila introduziu uma grande oferta de cafés, restaurantes, fins-de-semana temáticos e novos acessos. O ritual de família intensificou-se e hoje é ponto de encontro para cafés, almoços com amigos, e uma passagem “só para comprar flores”.

O único “senão” nesta renovação é o estacionamento do Mercado, que não aumentou de tamanho. Assim, neste verão, a minha mais linda Piaggio Liberty 125 tem sido perfeita: em dois minutos desço desde casa, estaciono à porta, e tudo o que preciso cabe em qualquer uma das minhas cestas-trendy que, engenhosamente, se prende a uma “anilha” por baixo do guiador.

Poisos favoritos no Mercado da Vila:
Banca de legumes e frutas da Dona Ana; peixaria Carlos Eva (iguaria favorita: ovas); lugar dos frutos secos; pastelaria O Cantinho da Luísa; e os restaurantes Páteo do Petisco e Marisco na Praça, além do recém-descoberto Local Healthy Kitchen (ver o “review” mais abaixo).

Mercado da Vila de Cascais > no Facebook ou no Instagram.

Beauty Airlines Mercado scooter Beauty Airlines Mercado scooter flores
Beauty Airlines Mercado scooter Beauty Airlines Mercado scooter

Continue reading…

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.