Analytics
Beauty Airlines Menu

travel-friendly

Permalink:

PASSATEMPO* Giveaway Shu Uemura X Super Mario

Olá Beauty Airliners 🙂

Tenho andado mais ausente deste “escritório” porque ando a (re)organizar a vida e algumas (boas) ideias que verão em prática nos próximos meses mas…. Hoje dou notícias por um óptimo motivo, um passatempo irresistível!

Este Giveaway fantástico é uma cortesia de Shu Uemura, uma das minhas marcas favoritas, de cabelo. A marca tem vindo a apresentar algumas colaborações mas esta é a minha preferida, até ao momento.
A Shu Uemura associou-se ao fabuloso Super Mario e vestiu alguns dos seus produtos mais icónicos com as figuras do popular jogo e eu escolhi os meus dois favoritos absolutos para vos oferecer: o Essence Absolue Protective Oil (que é, talvez o óleo de cabelo que eu uso há mais anos) e a maravilhosa Escova, um dos Rolls Royce das escovas (Beauty addicts: têm que ter uma escova Shu, uma vez na vida!), esta numa versão pocket, muito prática.

Como concorrer?

Para poderem ganhar 1 dos três conjuntos do Óleo + Escova (figuras Super Mario na foto, não incluídas ) sigam as instruções aqui embaixo e depois entrem no link para preencher os vosso dados. Boa Sorte!

  • Seguir o Beauty Airlines e a Shu Uemura no Facebook.
  • Seguir @susanapchaves no Instagram
  • Tagar 2 ou mais amigos no post de Instagram e/ou no do Facebook respeitantes ao passatempo.
  • Para terem mais uma hipótese/entrada para ganhar também podem partilhar o post/foto no vosso Facebook e/ou Instagram (não se esqueçam de me identificar e usar as hashtags #BeautyAirlines e #ShuUemuraXSuperMario para vos “encontrar”)
  • Preencher ESTE formulário (entrar no link) com os dados pedidos e… já está!

O passatempo decorre até dia 05 de Novembro às 23:59:59H; os vencedores são escolhidos via random.org, anunciados neste post dia 06 de Novembro e também contactados por email.
Válido para Portugal e Ilhas.

Beauty Airlines Shu Uemura Super Mario Essence Absolue Passatempo

Beauty Airlines Shu Uemura Super Mario Pocket Brush Passatempo

Beauty Airlines Shu Uemura Super Mario Passatempo

Vejam a coleção completa da parceria Shu Uemura X SuperMario aqui embaixo.

Continue reading…

  • •••
  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.

Permalink:

Summer’s favorite sunscreens

sunscreens

Late summer but new-found Beauty-crush: ☀️💚the Soleil Toujours line, via Net-a-porter Beauty: I’ve never tried an Organic sun range that delivers as much in the formula (up to 70% organic in the SPF30), the texture and application (peeps, the Sheer Sunscreen Mist is the most exquisite ever in a sun product! Trust me, I know what I’m talking about) and the security (I’m having an incredibly strong-sun september beach vaycay). Post beach, the Organic Aloe Antioxidant Calming Mist is a soothing and cooling family/kid friendly after sun that my skin is literally “drinking” up. Thumbs up also for the eye contour Perpetual Radiance Eye Glow Illuminator with an all-mineral SPF 15 on/off beach tested and approved, with a subtle glow effect. This said, Soleil Toujours has non-penetrating mineral FPS (no nano particles, babes) and all products have antiox and anti-ageing ingredients and NO Oxybenzone and NO Octinoxate, known to cause allergies and nature/sea/coral harm.

I know what you did last summer: other favorite sunscreens.

Tinted Sunscreens. 

Sunscreens for children

More on:
Instagram // youtube // bloglovin

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.

Permalink:

Quando a vida corre bem e… sobre (duas) rodas ;)


A vida dá muitas voltas e, quem me conhece pessoal ou profissionalmente, sabe que a minha (e a de muitos colegas meus, não só na VOGUE mas também na Imprensa em geral) tem andado num virote. Poupo-vos o confessionário, até porque tenho a fama — e o proveito — de dizer o que penso a quem penso, logo que penso, assim, numa espécie de reciclagem emocional. Ganha-se tranquilidade de espírito e poupa-se imenso nos almoços para os quais não se é desafiado, não vá sair-nos boca fora uma qualquer verdade-inconveniente 🙂

Outra qualidade — também há quem o aponte como defeito — é ter quase sempre ligado o botão que “apenas vê o lado bom da vida“. Acho (mesmo) que nós, os que acordámos nascidos no mundo Ocidental (semi) civilizado, nem nos apercebemos da sorte que tivemos. Temos a lata de estar deitados na praia (que, no caso aqui da capital fica, tipo, a uma hora no máximo de nossas casas — 15 minutos a pé, no meu caso), a “queixarmo-nos” da vida. Sim, há dificuldades, sim, por vezes são muitas e exigem um esforço extraordinário durante o que parece uma ultra-maratona da vida mas… naqueles instantes em que fechamos os olhos e “cheiramos” o maravilhoso Oceano, temos de reconhecer que somos uns FdP (sim, estou mesmo a dizer palavrões) de uns sortudos.

E isto tem tudo ou nada a ver com este post onde partilho um vídeo que se iria chamar “Um dia na vida de uma editora de Beleza” e que, quando foi pensado aqui há uns meses, ainda não tinham acontecido as mudanças na Vogue.
NOTA para os distraídos: a Vogue passou a ser publicada por outra empresa (já falei sobre isto num post semi-lamechas há uns meses no Facebook, e se trabalham nalguma marca ou agência de comunicação e ainda não sabiam disto, apresentem a demissão pois não estão “fit for the job”).
Foi uma decisão estratégica, tomada algures na estratosfera dos senhores importantes que decidem estas coisas, e não vale muitas mais linhas (aqui neste “aeroporto”, pelo menos, pois o assunto dos media nacionais é bem grave e sério). Mas também não é o grande papão que por aí se fala — em muita toalha de praia, lá está, daquelas redondas com folhos e borlas cosidas. Por acaso tenho uma e vou usá-la agora nas féééérias que finalmente vou ter, quando todos estiverem de regresso ao trabalho. Pumba. Eu não disse que dizia sempre o que penso? 🙂

De lá até hoje, embora não tenha deixado de ser editora de Beleza (que é um cargo, tipo o dos Presidentes que são “Presidentes” mesmo quando já estão na reforma), deixei de ter a edição em papel, onde publicava o resultado do meu trabalho. Sim, claro que há uma nostalgia… foram 15 anos extraordinários e intensos, mas… malta… that’s life, são os negócios e, convenhamos: ao contrário do meu amigo Pedro, sobre quem li coisas extraordinárias neste artigo do Público (que orgulho, Fino!), nós não andávamos propriamente a salvar vidas. Auto-estimas talvez (ou talvez não… ai Jesus, que assim não saio daqui, mas por estas linhas vocês já desistiram e já me trocaram por um dos divertidos vídeos da Bumba na Fofinha.

No meio desta aventura, uns quatro meses atrás, surgiu um convite da Piaggio para eu fazer um “test-ride” prolongado a uma scooter, uma Liberty125. Aventura que vocês têm acompanhado “desse lado”. “Moi?”, disse eu. Eu que de motos não percebia nada, nem estava assim muito interessada em perceber. No entanto, ao lado do botão “look at the bright side of life”, tenho outro botão que é o “deixa-te de cenas e vai”. E eu fui. Fui e gostei. De medo passei a ter receio, de receio passei a ter respeito, e depois… respeito e prazer!

Tenho tido um verão muito diferente, por várias razões, mas as duas rodas da scooter fizeram-me confirmar que, quando enfrentamos os nossos receios, eles dissolvem-se por magia, e essa foi a magia que reencontrei no “andar de moto”: a liberdade e o “momento“. É parecido com o que sinto quando faço férias na neve ou quando há uns anos me atirava de aviões, de paraquedas, bem entendido: somos donos daquele momento e temos de estar sintonizados com o “presente”, atentos e a desfrutar cada segundo.

Sempre que pegava na moto, os cuidados e a segurança a que a condução de moto “obrigavam”, fizeram-me esquecer os “problemas” e o overload de informação que às vezes tenho na cabeça. Uma sensação única e tão, tão boa no momento que estou a viver!
A grande surpresa é que conduzir uma scooter é muito (mas muito) mais fácil do que se imagina e do que parece.
Devolvi e despedi-me da “minha” Liberty com tristeza, e até já olho com um “beicinho” para o lugar vazio onde a estacionava…
Acho que fui “apanhada” pela coisa das motos… vamos ver.

#SusanaNaScooter: Um dia em Lisboa

No vídeo que partilhei em cima — filmado no único dia de Agosto em que choveu torrencialmente — podem de facto ver como é “um dia na vida de uma editora de Beleza, passado em shopping pela cidade”, com a diferença e a grande vantagem de que, numa tarde, sobre duas rodas, fiz mais do que em muitos dias de carro, presa no trânsito em Lisboa.

Visitei alguns locais, lojas e pessoas de quem gosto muito:

Fui ter com o Antony Millard ao salão Facto do Bairro Alto e ele, além de dar um jeito ao meu cabelo, ainda me deixou estacionar a Liberty DENTRO do salão quando começou a chover, how cool is that? Tão cool quanto o próprio Antony, dono de um estilo e de uma “vibe” rock’n’happy. A dança não foi encenada, quando acabámos as filmagens e ficámos “sozinhos”, começámos a dançar e a equipa voltou a correr para dentro para nos filmar de novo!

 Beauty Airlines scooter video8  

Passei pela Claus Porto para conhecer os novos cadernos (que padrões incríveis! estou a fazer figas para que os lancem como papel de parede!) e o novo difusor. Tive de meter o nariz nos meus perfumes e velas preferidas da marca, que adoro desde que sou editora de Beleza. Pelo meio, e já a ensaiar a minha nova vida “freelance”, parei no Bairro Alto Hotel para pôr a escrita, os emails e a agenda em dia. Acho que vou gostar (muito) desta liberdade recém-adquirida…

Ainda tive tempo (felizmente) de passar pela boutique de Beleza mais bonita de Lisboa, a SkinLife, onde fico sempre a “dever” uma visita mais prolongada, sobretudo agora que têm a Le Labo (inserir emoji aos saltos!). O bom gosto de Patrick e Dennis salta à vista em todos os detalhes do espaço e estão sempre “em cima” do melhor das melhores marcas e novidades da Beleza. É um ponto de paragem obrigatório (mas também têm loja online!).

   

O dia terminou da melhor maneira e só faltava mesmo a banda-sonora do vídeo ter sido o (lamechas) “I can see clearly now, the rain is gone…” 🙂 Ainda bem que não foi. A escolhida é bem mais divertida!

Ainda tive tempo — e o prazer — de passar a perna a um super-carro (leia-se ultrapassar) e de ficar a “sorrir” por dentro: maior nem sempre é sinónimo de “melhor”, pelo menos no que toca à LIBERDADE.
Beauty Airlines Susana na Scooter

Obrigada: aos que me receberam neste dia sobre rodas e à muito querida Maria Casanova, minha cúmplice na maquilhagem, ao Pedro Baptista, que produziu o vídeo, e ao Shaun Michael, que filmou/realizou e editou.

To be continued… 😉

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.

Permalink:

Beach favourites: tinted sunscreens / protectores com cor

Beauty AIrlines Tinted sun protectores com cor

Disclaimer: sei que estamos no final de agosto mas, airliners, o meu verão “verdadeiro” ainda mal começou. 🙂 Poupo-vos os detalhes mas, tenho estado busy e ainda só fiz meia dúzia de dias de praia (mas a vingança está a chegar e consta que o tempo vai ajudar, yeah!).

Por isso, desculpem se vos dava mais jeito um post sobre “aprés-soleil” ou “como manter o bronzeado” mas… eu ainda estou a começar a minha época balnear e é agora que estou a “vibrar” com novos e “velhos” conhecidos produtos que levo nos meus 300 sacos para qualquer lado (sim, se lerem nalgum lado que eu viajo light, estou a mentir).

Porque adoro protectores com cor:

A melhor invenção depois do auto-bronzeador foi, sem dúvida, os protectores solares com “cor”. Há uns anos, os primeiros que surgiram tinham um factor de protecção demasiado baixo (eu uso SPF 50 – no mínimo 30 – no rosto) e havia poucos com o “tom” certo, natural qb para estar na praia sem parecer maquilhada para uma festa. Mas os anos passam e, com as rugas, também a tecnologia evolui: hoje há maravilhosos protectores solares de rosto (e corpo) com SPF elevado e um efeito de “base” que disfarça irregularidades no tom de pele (para quem tem manchas ou marcas são óptimos) e dá um acabamento uniforme ao rosto. Basta acrescentar um batom, uma máscara à prova de água e…, voilá!:  pronta para sair da praia directa para a festa sunset.

Protectores com cor favoritos:
Estes, já os testei a todos e também posso atestar que não saem ao primeiro mergulho! Uns já  foram lançados há um ano ou mais, outros são recentes mas estão todos à altura do desafio.

Eisenberg – Sublime Tan, Huile Visage & Corps. SPF6.
Começo por este, por ser um pouco a “excepção” – das poucas que faço – ao factor de protecção. Neste caso é “apenas” de 6. É um filtro muito fraco, tanto que a própria marca indica na embalagem que é uma “protecção baixa”. Se não conhecem a Eisenberg, aproveito para dizer que é uma marca fantástica e que recomendo vivamente: tem uma linha de tratamento de rosto, excepcional.
Porque gosto: pelo tom dourado (ligeiramente irisado, aviso) que dá à pele e pelo cheiro maravilhoso a verão. O único “senão”, além da baixa protecção é o frasco de vidro que “pesa” nos 50kgs que uma mãe leva para a praia.

La Roche Posay – Anthelios XL, Anti-shine, SPF 50+.
A marca dispensa apresentações e até já tinham um protector com cor, muito bom, que usei em anos anteriores. Este ano, surgiu esta versão “anti-shine”, com acabamento mais “mate” para quem tenha a pele mais oleosa ou não queria ficar a brilhar no areal. Tenho-o usado não só (nas poucas) idas à praia mas também como uma “base” com SPF para os fins-de-semana que, no meu caso, agora são quase todos os dias. Estou freeeee as a bird! Ainda não me habituei à ideia e às novas rotinas, qualquer dia escrevo aqui sobre isso).
Porque gosto: além da confiança na marca, a textura em Gel-crème de “toque seco” é mesmo muito agradável e nem tem demasiada cobertura, nem a menos. Perfeito para quem tenha marcas de acne ou pele mais oleosa (eu não tenho e é óptimo na mesma).

Shiseido – UV Protective, Liquid Foundation, SPF 30, Very Water Resistant.
Este é um “velho” amigo que continua a não me falhar. Apesar do SPF 30, a Shiseido sabe o que faz a nível de tecnologia anti-UV e de protecção do ADN das células. Foi dos primeirinhos solares com cor no mercado e, apesar das primeiras versões serem um nadinha demasiado “opacas”, a fórmula mais actual dá um tom acetinado maravilhoso à pele. Todos os anos faço figas para que a marca mo volte a enviar e é, seguramente, um produto que voltaria a comprar se deixasse de escrever sobre Beleza. Podem contar comigo aí até aos 99..
Porque gosto: a super-cobertura para os dias em que me apetece… super-cobertura e a segurança da marca. Ah e o frasco giro para as fotos de instagram 😛

Vichy – Capital Soleil, BB Teinte Hâle Naturale, SPF50, para pele sensível.
Outra marca preferida (tenham paciência, aqui só falo de “favoritos” por isso… são todos!) e uma das primeiras a lançar um Protector Solar BB cream. Primeiro achei que a novidade BB era um artifício de marketing mas a Vichy fez bem esta fórmula que, efectivamente, tem um efeito e textura BB (beauty balm), com o prometido SPF50. Também o uso fora da praia pois tem uma cobertura ligeira, suficiente para um day-off e/ou fim-de-semana e/ou vida nova! 🙂
Porque gosto: fórmula sem parabéns, pensada para as peles sensíveis e acabamento acetinado. Ideal para ser usado dentro e fora da praia.

ISDIN – Fotoprotector Compact, SPF40
Com este compacto, a Isdin resolveu logo 3 problemas das mulheres na praia: a protecção, a cor e… o espelho. O prático compacto inclui , além do espelho, uma esponja para aplicar o produto, sem “sujar” as mãos. Tem uma cobertura espessa (calma, eu não disse demasiada) mas que se pode intensificar mais, ou menos conforme as preferências. A Isdin é recente no nosso mercado e tem apresentado produtos interessantes, tornou-se… já adivinharam… uma das minhas preferidas.
Porque gosto: compacto, prático, espelho, eficaz. Tudo dito.

E desse lado? Quais são os vossos protectores com cor preferidos? Notem que estes não são os meus “únicos”! Deixei de fora pelo menos 3 vezes o número de produtos/marcas de que gosto – e uso, acreditem. Podem encontrar AQUI algumas sugestões de anos anteriores mas fiquem atentos porque, conforme disse, o meu verão, está a começar agora e ainda vou mostrar muitas sugestões e preferências lá para os lados do meu Instagram. 😉

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.

Permalink:

Frequent Traveller: Estée Lalonde

Estée Lalonde is on (well deserved) vacations. We managed to share her Beauty rituals and secrets, on the go. Follow along!

PT: A Estée Lalonde está a passar (numas bem merecidas) férias. Conseguimos pedir-lhe os seus rituais e segredos de Beleza em viagem. (em português, mais abaixo :))

What are your Beauty tricks to survive long flights? What do you always carry with you? 

I very rarely step onto a plane with a full face of makeup on because I find it very drying and uncomfortable. Whenever I’m travelling I’ll usually only pack the essential beauty products into my hand luggage; a skin essence for a boost of hydration whilst I’m in the air (Omorovicza Queen of Hungary Mist), my favourite lip balm (By Terry Baume De Rose Lip Balm), a hand cream (Clarins) and a face moisturiser (whichever one I have a tiny sample of!) and a sheet mask (Charlotte Tilbury Dry Sheet Mask). As for snacks, it’s become a tradition for me to grab a ginger shot right before I jump on the plane, alongside a big bottle of water and enough nibbles to get me through the duration of the flight. Headphones and a good book are also a must!

What beauty rituals do you follow on a plane, treatments and makeup wise?

I don’t wear makeup on a flight so I don’t really have any beauty rituals. Something I do like to do however is apply one of my favourite Charlotte Tilbury ‘Instant Magic Facial’ Dry Sheet Masks. The reason I like to use a dry sheet mask is because there’s no mess and it’s so easy to apply. I tend to leave this mask on for around 15 – 30 minutes which leaves my skin feeling super hydrated and smooth. It also helps to brighten my skin so I’ll step off the plane looking a lot more awake than I actually feel. Bonus!

How do you prepare for long flights? 

I’m so bad when it comes to preparing for long haul flights! Even though I try really hard to change my ways, I always find myself frantically throwing things into my suitcase the night before a flight. I tend to focus on packing my hand luggage before packing my suitcase; for me it’s most important to make sure that I have all my essentials with me in the cabin. I don’t know what I’d do if I forgot my book or my headphones! In general I’ve been learning to pack a bit lighter because I usually end up taking things that I don’t use.

When you are going to be a long time away from home and your beauty products and routines, which products do you always take with you?   

Skincare is something that’s really important to me so if I have space in my suitcase to fit all of my favourite products then you can bet I’ll be bringing the whole squad. Cleansing my face in the evenings is something that I take great pleasure in doing and it actually helps to relax me after a long day of travelling. I suffer with dry skin so hydrating masks are something that I never travel without, especially if I’ve just stepped off of a long haul flight. My ultimate favourite mask is the Fresh Rose Face Mask which actually has real rose petals in the formula and smells absolutely heavenly. This mask gives my skin the boost of moisture that it craves while I’m travelling and the scent helps to calm my senses. I love this stuff!

What’s your favorite distraction or entertainment on board?  

I love to read so I usually have my nose stuck in a book for the duration of the journey. I don’t think I could make it through a flight without a good book to read, it helps me to relax, shut out my surroundings and keep me occupied. If I’m not reading then I’m probably asleep! I can fall asleep pretty much anywhere which is a trait of mine that comes in really handy while I’m up in the air!

Do you do practice any sports or do some sort of exercise when you’re travelling?

Lately I’ve been working really hard on sticking to a strict workout schedule when I’m at home, but sticking to a regimen whilst travelling is something that I struggle with. Travelling can be exhausting so I tend to listen to my body and let it rest whenever it needs some time out. That being said when I’m away on a work trip I like to try out different workout classes if I have some time to spare. When I was in Germany in the winter I took part in an epic spin class at the Adidas HQ and had the most amazing session! It’s cool to workout in a new environment and soak up the change in atmosphere, it makes working out feel like less of a chore and keeps things interesting.

Do you take any supplements or vitamins when travelling? 

I’m so bad at remembering to take vitamins and supplements and I know that it’s something I should start doing since I always tend to get sick after a long haul flight! My Mom swears by taking Vitamin C every day and says that it helps to keep any germs at bay so maybe I should take a leaf out of her book.

How do you stay in shape with so many hours of flying, changing routines and eating habits?

In all honestly, I’m never going to be the kind of person who sticks to a strict workout routine when I’m travelling! If I’m away on a work trip I’ll try my best to make healthy food choices, but if I’m on vacation I like to let loose and treat myself to whatever my body is craving. Whenever I’m at home I try to make sure that I’m working out regularly and eating well, so no matter how many ice creams I’ve eaten at the beach, I know that I’ll always make the effort to concentrate on a healthy lifestyle when I get back from my trip.

What’s your bag of choice when flying?

I recently got a gorgeous matching set of Away luggage and I’m in love! The cases move so easily and I can fit tons of stuff in there, not to mention that the sandy colour is absolutely gorgeous. In terms of a handbag I don’t really have a go-to but I do love my dusty blue Chloé backpack, there’s so much space and I love being able to sling it over my shoulders. As long as I can fit my book in my handbag I’m happy.

How do you take care of your hair when travelling? 

I don’t really have any specific travelling hair care tips, but for the past few months I’ve been taking the time to brush my hair with a Mason Pearson brush every evening before I go to bed. My hairdresser Larry King told me that brushing my hair in this way will help to distribute the oils to the ends of my tresses, thus making it healthier, stronger and more hydrated. Since doing so, I’ve really started to notice a positive difference to the condition of my hair.

Other essentials – hair ties or clips, perfume, Babyliss, cuticle oil, blanket, gadgets

I can’t step onto a plane without a few hair ties in my handbag, a top knot is my go-to travelling hairstyle because it’s just so comfortable! I like to bring an eye mask with me to block the awful artificial lights in the cabin and help me get to sleep. My neck pillow is also something that stays with me at all times whenever I’m travelling, it helps to keep my back straight and my neck supported. I couldn’t doze off without it.I usually prepare some podcasts to listen to as well as a backup iPhone charger!

Tell me about your latest projects, goals for this year? 

At the moment I’m actually recording my very own Podcast which is something that I’ve wanted to do for such a long time! I was super nervous to get started but I’m so pleased with how its coming along and all the hard work that myself and my team have put into this project is really starting to pay off. I can’t wait until the first episode is out there in the real world. This year I’ve also partnered with Lancôme which I’m super happy about, we have so many exciting projects coming up over the next few months so keep your eyes peeled for those. At the beginning of 2017 I also made it my mission to stop over-working. I’m one of those people who can’t switch my work brain off until my head hits the pillow so I’ve been trying to stop reading through my emails once 7pm rolls around. I’m slowly starting to learn the importance of taking time to switch off and enjoy the moment and that’s actually making me more creative in my work life.

 

Bloom, o livro de Estée

Bloom, o livro de Estée

Português, embaixo: 

Continue reading…

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.

Permalink:

I wish… Gita, a mala que anda sozinha

 

Olá, chamo-me Gita e sou uma mala que anda sozinha. Isto era o que diria este pequeno robot azul se pudesse apresentar-se. Calma, eu passo a explicar. Mais conhecido pelas motos Vespa, o grupo Piaggio apresentou recentemente os primeiros produtos fruto do seu centro americano para o desenvolvimento da mobilidade inteligente, o Piaggio Fast Forward. A Gita é um deles.

De aspecto simples, entre as suas habilidades ela consegue carregar cerca de 18 kg e segue-nos até aos 35 km/h. Ou seja, podemos ir até de bicicleta que ela anda ao mesmo ritmo. Ah, e se a deixarmos sozinha também não se perde! Resumidamente, tudo aquilo que me daria jeito nas dezenas de viagens (e quilos de bagagem) que acumulo por ano.

Piaggio, quando houver preço e data de lançamento avisem! Quero tirar senha 😉

 

More on:
Instagram // snapchat // youtube // bloglovin

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.

Permalink:

Root concealers: os melhores produtos de retoque de raízes

Fui à raiz do problema e encontrei os melhores produtos de retoques capilares. Ou root concealers, que é o nome meio que ‘oficial’, e uma forma mais composta de dizermos que não tivemos tempo de ir ao cabeleireiro. Perdoem a falta de glamour mas, como já devem ter reparado, sou fã de soluções rápidas e práticas.

Os root concealers são uma espécie de champôs secos com cor. Mais ou menos da mesma forma que os BB cream são cremes hidratantes com cor. Disfarçam a diferença de tons no cabelo e a maioria também os cabelos brancos. Este tipo de produto está na lista de preferidos daquelas minhas amigas a quem começam a aparecer os primeiros e não sabem lidar com o assunto. Tipo eu. 

Os sprays de retoque de raízes aplicam-se a alguns – 10, 15 – centímetros do cabelo (mas nada como consultar as instruções dos produtos) e habitualmente saem com uma lavagem. Cuidado ao mexerem no cabelo com o produto aplicado pois pode manchar as unhas e… denunciar-se a meio de uma reunião de trabalho (been there, done that…).

E não podia terminar este artigo sem confessar que… Antes de trazer um stock destas coisas de cada vez que ia a NY ou Londres, aplicava máscara de pestanas castanha! Como tinha poucos cabelos brancos, era uma operação cirúrgica. Sou uma mente beauty aberta… Já alguém experimentou outras técnicas? Quais os vossos truques capilares?

Façam tag aos vossos truques com #BeautyAirlines e mandem perguntas com #OhSusana, na minha última foto de instagram. 😉

More on
Instagram // snapchat // youtube // bloglovin

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.

Permalink:

O champô seco é um dos meus produtos de Beleza favoritos porque…

Gigi Hadid © Getty Images

Gigi Hadid © Getty Images

Como editora de Beleza – e mulher – há mil produtos de beleza sem os quais não posso viver. Creme com SPF alto, BB e CC creams, bases, máscaras de rosto, máscaras de pestanas… há muito poucos produtos que me aborrece experimentar. Nem me consigo lembrar de nenhum. Com texturas cada vez mais mirabolantes e eficazes, seja na maquilhagem ou no tratamento de rosto, a vontade começa logo que recebo um novo produto e tenho por hábito levar sacos cheios para casa, convencida que os vou testar a todos no fim de semana seguinte. Já aprendi mas ainda não me emendei, que isso é literalmente impossível (senão, não tinha tempo de mimar a família. E de estender a roupa, claro).

Bom mas este post é sobre champôs secos o que até vem à conversa porque, com a vida agitada que eu – e toda a gente leva – eles foram a melhor invenção do século. Do passado e deste. Vá e de todos daqui para a frente porque acredito seriamente que veremos muito champôzinho seco nas Estações Espaciais e nas bases em Marte. E por aí fora. De repente ocorre-me que os aliens nunca têm cabelo e eu posso estar enganada: se calhar no futuro seremos todos carecas. Ok, vou esquecer essa visão e voltar ao tema.

A vida sem champô secos era uma tortura. No dia seguinte àquele cool “next day hair” em que estavamos sempre com a pinta da Kirsten Stewart, seguia-se o “3º famigerado dia” em que nem um pony-tail nos safava de parecer que, enfim, éramos daquelas preguiçosas  – to say the least – que não lavavam a cabeça.  Os primeiros a aparecer no mercado eram um pouco “difíceis” de usar, basicamente cobriam a cabeça de um pó branco que depois escovavamos e aquilo até podia ficar “lavado” (na verdade, o pó apenas absorve a gordura, nao “lava”, né?) mas a vida deu muitas voltas, fomos a Marte, o Trump concorreu e foi eleito (pensei nele ao escolher a imagem para a abertura deste post) e a qualidade dos champôs secos melhorou iiiiiii-men-soooo.

O champô seco é dos meus favoritos de Beleza porque:

  • Nos salva naqueles dias de manhã em que acordamos 10 minutos mais tarde e já não dá para lavar e pentear o cabelo em condições. Vooooomp! Champô seco neles.
  • Estamos em casa ao fim-de-semana, tipo em fato de treino e rabo-de-cavalo a arrumar a colecção de perfumes e o enteado liga a dizer que está por perto e vem dali a 5 minutos dar um beijinho à irmã. Só que traz a namorada e mais 2 amigos.  Vooomp! Champô seco neles.
  • O atiramos para dentro da mala de viagem numa daquelas idas a Paris em que o cabelo sai de casa lavado, penteado, alisado e maravilhoso mas aterra em Orly acachapado na parte de trás e com a electricidade estática de uma televisão antiga. Vooooomp! Champô seco neles.
  • Resolvemos inventar que dominávamos o ferro de enrolar e fizemos – durante horas e com algumas queimaduras nos dedos – imensas ondas a achar que íamos ficar como o cabelo da Gisele na praia ou a Gigi a sair de casa em Nova Iorque mas acabamos a parecer a Eva Longoria nas Perfect Housewives, com caracóis bimbos que até dói. Vooooomp! Champô seco neles.
  • Estamos na manhã “3º famigerado dia” mas o gato vomitou no tapete e as calças de fato-de-treino da filha afinal não secaram durante a noite e, em vez de duche e lavar o cabelo, gastamos o tempo a lavar o chão e a secar as calças da miúda com o secador (obrigada por existires, Dyson!) Fazemos um pony-tail-chique mas antes: Voooomp! Champô seco neles.
  • Queremos dar um ar muito, muito à frente, como se tivessemos madeixas de cabelo branco/cinza espalhadas pelo cabelo e, sem pentear de seguida: Voooomp! Champô seco neles.

    Aqui vos deixo a galeria com alguns dos meus favoritos, testados e aprovados em todas as circunstâncias mencionadas. Juro que são todas verdadeiras.

 

 

More on
Instagram // snapchat // youtube // bloglovin

For english click below

Continue reading…

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.