Analytics
Beauty Airlines Menu

Viewing all items for tag Amy Johnson

Permalink:

Mulheres a jacto: mais mulheres aos comandos até 2020

Na semana passada realizei uma primeira e especial viagem de trabalho: a primeira viagem exclusivamente Beauty Airlines dedicada às mulheres na… aviação. Pelos vistos, a minha paixão pelos “ares” já me “denunciou” perante olhares atentos fora da cosmética e a easyJet quis que eu fosse a (única!) jornalista portuguesa convidada a assistir no hangar do quartel-general da empresa, em Luton, a uma cerimónia muito especial: a do desvendar do novo nome de um aparelho da empresa e também o relançar da Amy Johnson – Female Pilot Initiative, iniciada há pouco  mais de 1 ano.

Em Outubro de 2015, a companhia aérea low-cost lançou a iniciativa Amy Johnson (aviadora inglesa que voou sozinha de Inglaterra à Austrália em 1930) que tinha como objectivo duplicar a admissão de mulheres piloto para 12% no espaço de 2 anos mas alcançou a meta em muito menos tempo. O sucesso da iniciativa fez a CEO Carolyn McCall traçar um novo objectivo: o de alcançar 20 % de cadetes admitidas na formação a pilotos até ao ano 2020.

McCall, na conferência de imprensa que antecedeu a revelação do Airbus 320 com o nome de Amy Johnson, referiu um dado que me deixou muito surpreendida: actualmente apenas 3% do do número total de pilotos em companhias de aviação comerciais são mulheres, e apenas 450 alcançaram o posto de comandante – o que quer dizer que todas estas mulheres podiam caber num dos meus aviões favoritos, o A380. É muito, muito pouco e algo está seguramente mal nesta equação.

Como uma mulher se torna aviadora?

A verdade é que, se pensarmos, para quem não tem família ou amigos na aviação, as iniciativas ou oportunidades de ter informação ou contacto com a profissão são muito limitadas – e ainda estereotipadas. Dentro dos aviões estamos mais habituados a ser “servidos” por mulheres do que “voados” por elas mas, felizmente, a pioneira e inspiradora CEO Carolyn McCall pretende que isso deixe até de ser assunto de conversa quando reparamos que é uma mulher que está ao comando, seja de um avião ou até da companhia: “você jamais perguntaria a um CEO masculino de uma empresa como ele concilia a vida profissional e familiar”, diz sem hesitar a uma jornalista de um outro país que lhe faz a pergunta tão habitual.

Realmente, não basta “montar” um cenário com um avião, juntar jornalistas de toda a Europa, preparar acções de divulgação em escolas e anúncios sobre a adesão ao programa de candidatura a serem divulgados nas redes sociais. É preciso dizê-lo com todas as letras e a McCall, tal como à mulher de César, não lhe basta ser séria (nas intenções), tem de parecer e agir como tal e é isso que ela faz.

Como funciona a iniciativa Amy Johnson?

Além de um programa de cadetes bem implementado e abrangente, em parceria com programas importantes de treino e formação de pilotos, a easyJet tem um sistema de “financiamento” de algumas das suas candidatas que não conseguem suportar o custo elevado de formação de pilotos e em que, ao fim do tempo de treino e de um determinado período já em trabalho efectivo, elas consigam pagar o “empréstimo” à companhia.

A pergunta mais feita sobre uma low-cost é…

E que eu – e muitas pessoas fazermos – é sobre a qualidade dos programas de formação e treino destas companhias. Esta(s) companhias aéreas, e a easyJet em particular, asseguram que todos os cadetes, incluindo as novas mulheres piloto da easyJet, são formadas ao mais alto nível e de acordo com os padrões de exigência das companhias aéreas de chancela.

Despedi-me de Luton – com uma visita obrigatória ao cockpit do airbus, claro! – mas com a certeza que terão o objectivo cumprido muito antes de 2020.
Se a minha vida fosse outra, era até rapariga para pensar numa mudança de carreira… Ah sim, porque a easyJet é a única (ou das poucas, ainda vou tirar a limpo) que não tem limite de idade na admissão do seu pessoal de cabine. Não é genial? Na próxima vez que entrarem num avião, espreitem bem para dentro do cockpit, pode ser que tenham uma surpresa… 😉

p.s. – se dúvidas tiverem sobre o meu fascínio aeronáutico, espreitem estes posts, aqui, aqui e aqui, entre outros…

 

EasyJet Female Pilot Initiative

 

 

 

 

Follow more on:
Instagram // snapchat // youtube // bloglovin

  • Obrigado por deixar um comentário. Os códigos HTML permitidos são strong, code, e href.